Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Disciplinas

Enquadramento de um menino entre a cintura e os joelhos, com a mão esquerda estendida para baixo segurando um livro de capa dura marrom. Ao fundo, capim verde e alto, com luminosidade.
Disciplinas - Foto: Freepik

Carga horária: 45 horas

Ementa

Pensamento sistêmico. Princípios, conceitos e metodologias de estudo de agroecossistemas. Principais estudiosos e pesquisadores e suas contribuições. A relação entre a agroecologia e as escolas alternativas de agricultura. Soberania e segurança alimentar. Globalização e a crise alimentar. Impactos ambientais causados pela produção de alimentos: contaminação ambiental e dos alimentos pelos agrotóxicos; interferentes endócrinos; perda de biodiversidade; emissão de gases e mudança climática.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Ocupação do espaço brasileiro. Ciclos de monocultura agropecuária no Brasil. A questão agrária brasileira e Agroecologia. A construção social dos conceitos: Agricultura Alternativa, Ecológica e Agroecologia. Agroecologia e Região. Agroecologia e Agricultura Familiar. Agroecologia e os Espaços de Esperança. Agroecologia, Experiências dos saberes feitos e Ecologia de saberes. Agroecologia no Vale do Rio Pardo.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Conceito de sistema, ecossistema e agroecossistema. Estrutura dos agroecossistemas. Fundamentos de ecologia aplicados aos agroecossistemas: conceitos básicos; fatores ecológicos; relações bióticas; energia em sistemas ecológicos; fatores abióticos; evolução de ecossistemas. Dinâmica dos ecossistemas e agroecossistemas. Diversidade e estabilidade dos agroecossistemas. Princípios de manejo agroecológico. Origens e sustentabilidade da agricultura.

Carga horária: 30 horas

Ementa

A importância de plantas adaptadas ao clima na agroecologia. Relação terra-sol. Fatores e elementos meteorológicos. Tempo e clima. Elementos biometeorológicos. Influência dos elementos biometeorológicos na fisiologia das plantas. Zoneamento agroclimático. Microclimas e os fatores meteorológicos locais. Modificações do ambiente de cultivo. Eventos climáticos adversos.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Diversidade e interações biológicas no solo (fauna e microrganismos); Fixação biológica de nitrogênio; Fungos micorrízicos; Biocontroladores e promotores de crescimento vegetal; Adubação verde/plantas de cobertura; Rotação de culturas; Insumos agroecológicos; Índices de qualidade do solo; práticas sustentáveis de manejo de solo.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Tecnologias para a Agroecologia. Desenho de sistemas agroecológicos. Práticas em sistemas de transição agroecológica (rotação, sucessão, controle biológico). Modelos potenciais de sistemas silviagrícolas, silvipastoris e agrossilvipastoris. Integração lavoura-pecuária. Pecuária de base agroecológica. Manejo fitossanitário em sistemas orgânicos de produção de hortaliças. Manejo agroecológico de grãos. Desenvolvimento de novas tecnologias para o manejo de doenças em sistemas orgânicos de produção.

Carga horária: 45 horas

Ementa

Introdução à Pesquisa Científica. A Pesquisa Quantitativa: métodos de coleta e análise de dados. A Pesquisa Qualitativa: métodos de coleta e análise de dados. Estrutura de trabalhos acadêmicos. Redação científica. Formatação do trabalho acadêmico. Publicação dos resultados por meio de artigos. Elaboração de apresentações.

Carga horária: 45 horas

Ementa

Introdução e importância do controle biológico; bases ecológicas do controle biológico; agentes de controle biológico; tipos de controle biológico; desenvolvimento de programas de controle biológico de pragas; técnicas de criação massal de inimigos 14 naturais; o controle biológico de pragas na produção orgânica. Conceitos básicos aplicados ao manejo integrado de pragas, doenças e plantas espontâneas. Análise crítica de sistemas de manejo integrado e convencional. Bases ecológicas do manejo integrado de pragas, doenças e plantas espontâneas. Níveis de controle e de dano. Elaboração de planos de amostragem para tomada de decisão. Estratégias e táticas de redução populacional de pragas, doenças e plantas espontâneas englobando os métodos mecânico, cultural, físico, químico, genético, comportamental e biológico. Exemplos de sistemas de manejo fitossanitário agroecológicos em algumas culturas de importância para o Sul do Brasil. Formulação de caldas naturais para emprego fitossanitário.

Carga horária: 30 horas

Ementa

História geral da homeopatia. A homeopatia no Brasil. A Homeopatia Popular e Comunitária. Lei e princípios da homeopatia. Fontes de matérias prima para produção de medicamentos homeopáticos.A homeopatia vegetal e animal. Indicações, aplicação, e, razões para a utilização da homeopatia no meio rural. Fabricação de biofertilizante. O uso de biofertilizantes no manejo de pragas e doenças de plantas. Associações microbianas e biofertilizantes. Biofertilizantes e inoculantes.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Conceito de compostagem e vermicompostagem. Fatores intervenientes nos processos. Fases da compostagem e da vermicompostagem. Aspectos epidemiológicos e parasitológicos. Tipos e processos da compostagem e da vermicompostagem. A minhoca: espécies utilizadas, aspectos biológicos e de manejo na vermicompostagem. Usos do composto e do vermicomposto. Biodigestão: etapas, substratos, tipos de reatores, parâmetros de operação, aplicações, usos do biofertilizante.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Base conceitual. Ecologia e dinâmica sucessional. Ferramentas de manejo agroflorestal. Diagnóstico e Desenho. Avaliação e monitoramento dos sistemas. Legislação e mercado de produtos agroflorestais.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Paisagismo como cura das paisagens e das pessoas. Biodiversidade e o estudo da paisagem. Princípios do paisagismo ecológico. O poder das plantas. Bioclimatismo. Paisagismo vibracional.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Educação do Campo: Políticas Públicas e Legislação Brasileira - História, Lutas e Conquistas. 17 Formação social latino-americana e brasileira e projetos educativos. Educação do Campo e Educação Popular. Educação do Campo e Projetos/Conceitos de Desenvolvimento. Educação do Campo e Agroecologia. Concepções e práticas pedagógicas na Educação do Campo. Relação educação, campo, sujeitos e currículo contextualizado.

Carga horária: 30 horas

Ementa

POLÍTICAS PÚBLICAS EM AGROECOLOGIA E PRODUÇÃO ORGÂNICA: A construção sócio-histórica de políticas públicas voltadas a Agroecologia e Produção Orgânica; Conceituação de política pública; Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica – PNAPO; Rio Grande Agroecológico - Plano Estadual de Agroecologia e de Produção Orgânica (Pleapo/RS). Políticas públicas voltadas à Agroecologia e Produção Orgânica. MARCO LEGAL DA PRODUÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE ALIMENTOS ORGÂNICOS: Definições e os requisitos legais para a produção orgânica e certificação, principais leis, decretos e instruções normativas relacionadas à produção, beneficiamento e comercialização de alimentos orgânicos; Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica (SISORG); Organização de Controle Social (OSC) na venda direta sem certificação e com 18 certificação por meio de Organismos Participativos de Avaliação da Conformidade Orgânica (OPAC). COMERCIALIZAÇÃO DE ALIMENTOS ORGÂNICOS: Mercados para Alimentos Orgânicos no RS; Organização social e novas formas de relação com o mercado; Mercados locais, circuitos curtos e novas relações produção-consumo; Mercados institucionais voltados à agricultura familiar (Política de Segurança Alimentar e Nutricional dos Programas de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar, com ênfase no Programa de Aquisição de Alimentos - PAA, Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE). Marco legal: modalidades e Operacionalidade dos Programas; Acesso diferenciado para produção orgânica; Perspectivas e Oportunidades.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Desafios da produção de alimentos; biodiversidade e a produção de alimentos; perda da agrobiodiversidade; recursos genéticos; levantamento da agrobiodiversidade; saberes e práticas em agrobiodiversidade; plantas alimentícias não convencionais (PANC); políticas públicas; guardiões de sementes; redes de agrobiodiversidade; prospecção de plantas nativas com potencial alimentício e ornamental.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Associativismo - histórico e importância. Estrutura e funcionamento das organizações do campo: cooperativas, sindicatos, associações e movimentos sociais. Formas associativas. O surgimento do cooperativismo. Princípios do Cooperativismo. Panorama das cooperativas no mundo e no Brasil. Cooperação, economia solidária e cooperativismo. Tipos de empreendimentos solidários. Importância da Economia Solidária e os reflexos sociais e econômicos dessa forma de organização. Entidades governamentais e de apoio à Economia Solidária. Consumo responsável. Comércio Justo. Projetos de Empreendimentos Solidários. Redes de cooperação.

Carga horária: 30 horas

Ementa

Apresentação, por parte dos estudantes, de seminários sobre o progresso de suas atividades de pesquisa e/ou elaboração dos trabalhos de conclusão de curso.

UERGS - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul